sexta-feira, 13 de agosto de 2010

MeNINAs

Muita atenção que vou dar uma receita de menina.
Para se fazer uma menina, toma-se uma xícara de felicidade, dois botões azuis, pétalas de rosa, um pouco de glacê, um punhadinho de areia, três conchinhas róseas e uma colherada de imaginação. Acrescenta-se também um pouquinho de sal e muito açúcar e mel, uma casquinha de sorvete, o dengo de um gatinho novo e três gotinhas de perfume.
Não esquecer de um espelhinho prateado, pois é uma menina e, antes de tudo, mulher, e logicamente vaidosa.
É importante acrescentar uma borboleta amarela, muita inocência e um dedinho com band-aid.
Recolha com cuidado uma gotinha de orvalho, o brilho de uma jóia, todos os matizes de um quadro de Renoir, uma pitada de sonho e muito carinho.
Consiga um pouco daquela brisa do mar, uma colherinha da luz das estrelas, um sorriso inesperado, o ruído de uma onda na praia e deixe tudo isso ao luar.
Misture tudo e acrescente muita ternura e amor, um pouco de teimosia e muita curiosidade, uma lágrima e duas asinhas de beija-flor.
É assim que são feitas as meninas.
São as coisinhas mais lindas que existem na terra, são muito frágeis e ao mesmo tempo fortes e resistentes.
Com apenas uma lágrima comovem o mais duro dos corações pois ninguém resiste a um pedido acompanhado de um beijo molhado.
Uma menina parece que nasce sabendo que terá a responsabilidade de alegrar, suavizar e colorir a vida.
** roubei esse texto de uma amiga materna chamada Aline, mãe da princesa Ana Cecília!!
É isso, lembro-me até hoje do dia em que eu e Beto fomos fazer a ultra pra sabermos o sexo do bebê. Até então não havia sentido nenhuma intuição mais forte a respeito, apenas um sonho maluco de um menino dentro de um saco de pão...vai entender, né?? Risos!!
Aí, estando lá, o Dr. André circunda uma coisa arrendondada e fala: "Olha aí, ó!! Resolveu se mostrar!!". Ãhã...onde?? Pra mim aquela coisica arredondada era obviamente um saquinho, né?? E aí ele fala: " Uma meninona!! ". Bem, se naquele momento o planeta terra tivesse tido um black-out e ficasse sem luz não teria problema pois nunca antes havia visto os olhos do Beto brilharem taaaaanto!! Sim, ele sempre quis uma menina. E eu acho, não sei bem ao certo, que à partir daquela fração de momento, não queria mais nada além de ser mãe de uma menina. Meu mundo, que jurava de pé junto que JAMAIS seria rosa, se pintou em matizes de lilás, rosa e lacinhos...esse é um capítulo extenso da saga MORDA SUA LÍNGUA!! E hoje, quando olho pra Nina, sei que eu TINHA que ser mãe de uma linda princesa...meu amor, o mundo está melhor desde que você chegou e perguntou: tem lugar pra mim?? Sim, como já disse antes: você É o lugar em mim. Te amo, filhA!!

Um comentário:

  1. Que honra ter um texto roubado que aliás foi roubado da internet...nem sei que quem escreveu mas é lindo, então roubei!
    Sempre quis menina, seeeeeeempre! Tinha até medo sabe pois não queria que em nenhum momento meu bebê, que até então eu não sabia o que era, se sentisse rejeitado caso fosse um menino. Para descobrir foi uma maratona:fui parar lá em niterói num médico mágico para me dizer! Quando o médico mágico (esse mágico é do meu marido!) passou o aparelho disse: já sei o que é, o que vc quer? Não tive coragem de dizer pelo motivo que já expus...não podia, não devia de maneira nenhuma mandar algum tipo de vibração negativa, de rejeição para o então bebê sem sexo! Maaaaaaaas veio a melhor notícia! Era uma menina! Chorei horrores! Adoro meninas....sou muito feliz com a minha filha, sou muito grata à Deus por ter atendido ao meu pedido! Salvem as meninas! Salvem as futuras mulheres! Te amo filhaaaaaaaaaaa! Bjks e nós mulheres para vcs mulheres!

    ResponderExcluir